cropped-logo-hori-site-1
/ /
Post
/

Dica 3 Celpe-Bras: Conheça os Gêneros textuais

A Dica 3 para o Exame Celpe-Bras é: Conheça os gêneros textuais exigidos no Exame

Mas o que são os gêneros textuais?

Os gêneros textuais são as classificações usadas para determinar os textos de acordo com suas características em relação a um contexto. O gênero textual é identificado com base no objetivo, na função e no contexto do texto. São as características do texto que determinam a qual gênero ele pertence. 

Os gêneros variam de acordo com a intenção comunicativa e com as particularidades em relação à linguagem, à estrutura e ao conteúdo. Assim, os gêneros textuais exercem uma função social dentro de um processo de comunicação.

A diferença entre gênero e tipo textual

A classificação dos gêneros textuais ocorre com base em seu conteúdo, enquanto os tipos textuais são classificados de acordo com a forma. Desse modo, os gêneros textuais são classificações existentes dentro dos modelos predefinidos de tipos textuais. Os gêneros possuem estruturas e conteúdos temáticos que facilitam sua definição. 

Portanto, em cada um tipo de texto existe gêneros específicos. Existem muitos gêneros textuais, eles são flexíveis e passíveis de mudança. São exemplos de gêneros: romance, conto, fábula, lenda, notícia, carta, bula de medicamento, lista de compras, cardápio de restaurante, entre outros. 

Quando trata-se de tipos textuais, as classificações são fixas. Elas definem e diferenciam o texto a partir da estrutura e dos aspectos linguísticos. Os tipos textuais dividem-se em: narrativo, descritivo, dissertativo, expositivo e injuntivo. 

Portanto, para compreender a diferença básica entre as duas classificações, é necessário entender que gênero textual é a parte concreta e tipologia textual é a parte que integra um campo mais teórico, mais formal.

Conheça alguns gêneros textuais inseridos em cada tipo textual

No curso para o Celpe-Bras abordamos todos os gêneros texuais possíveis de aparecem no exame. Veja aqui

Texto narrativo: um texto classificado no tipo narrativo possui uma estrutura básica formada por: apresentação, desenvolvimento, clímax e desfecho. Os textos desse tipo se caracterizam pela apresentação das ações de personagens em determinado tempo e espaço. Entre os gêneros textuais pertencentes ao tipo textual narrativo estão: romances, contos, fábulas, novelas e crônicas. 

Texto descritivo: o tipo descritivo possui textos que relatam ou descrevem acontecimentos, lugares ou seres. O texto narrativo, geralmente, possui adjetivos que transmitem as sensações do emissor. Os gêneros textuais que fazem parte dos textos descritivos são: diários, relatos de viagens, folhetos turísticos, cardápios de restaurantes, classificados, entre outros.

Texto expositivo: os textos expositivos têm a função de expor ideias empregando recursos de comparação, conceituação, definição, informação e descrição. Os gêneros textuais que fazem parte do tipo textual expositivo são: jornais, enciclopédias, resumos escolares, verbetes de dicionário, entre outros.

Texto argumentativo: esse tipo textual é usado com o objetivo de abordar um tema utilizando argumentações, ou seja, é um texto caracterizado por defesas de ponto de vista. Sua estrutura é formada por introdução, desenvolvimento e conclusão. Os artigos de opinião, os abaixo-assinados e manifestos são exemplos de gêneros textuais que pertencem aos textos argumentativos. 

Texto injuntivo: o tipo textual injuntivo se caracteriza por indicar instruções, de modo que o emissor busque persuadir e orientar o interlocutor. Por isso, uma de suas característica é o uso de verbos no imperativo. Os gêneros que pertencem aos textos injuntivos são receitas culinárias, manuais de instruções, bula de remédio, entre outros. 

Texto prescritivo: os textos prescritivos são aqueles têm por objetivo instruir o leitor em relação ao procedimento. Esses textos, de certa forma, impedem a liberdade de atuação do leitor, pois decretam que ele siga o que diz o texto. Essa tipologia textual abarca os gêneros textuais como leis, cláusulas contratuais, edital de concursos públicos, entre outros.

Assista o vídeo sobre tarefa 2 e veja como escrever o E-mail no Celpe-Bras

Juliana

Eu sou a fundadora do Falar Português Brasileiro. Além disso, sou especialista em Psicopedagogia, Gestão Escolar e Formação de Professores para o Ensino de Português como Língua Estrangeira, título conquistado na Universidade Nacional de Timor Lorosa’e. Ela acumulou uma ampla experiência internacional, trabalhando em diversos países, como Cuba, Timor-Leste e Paraguai, onde ministrou aulas de Português para estrangeiros e liderou a capacitação de professores na área de Português como Língua Estrangeira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conheça nossos cursos

Preparatório Celpe-Bras

Português Todos os Dias

Aula Particular

Aula Particular no Brasil